Terças - das 21 às 23h com Valdemar Engroff e Luigi Cerbaro
Sábados - 8h30 às 10h30min com Valdemar Engroff

quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Vamos ajudar o Marcos Cabral

Créditos Facebook Marcos Cabral Cabral https://www.facebook.com/marcoscabral.cabral.180


O meu amigo e tradicionalista alvoradense Marcos Garcia Cabral é motoboy na lida (trabalho) e o vivente teve um sério contratempo pois levou um tombo quando cruzou em uma poça de óleo na pista e teve que dar uma parada. 

Logo, não trabalhando, não entram valores financeiros em sua guaiaca. 

O vivente aceita qualquer valor que pode ser remetido via pix 51985165619. 

Desejamos melhoras ao Cabral e que possa voltar ao trabalho o quanto antes.

Este chasque (post) estará na Coluna Tradição e Cultura do Jornal A Semana de Alvorada na edição de amanhã - dia 12 de agosto de 2022, por Valdemar Engroff.

sexta-feira, 15 de julho de 2022

Atenção! Doação de Sangue para paciente na Santa Casa de Porto Alegre

Atenção!

1 - O Senhor Luis Fernando Schnidger, que passou por delicada cirurgia na Santa Casa de Misericórdia está precisando urgentemente de 50 doadores de sangue de qualquer tipo

O próximo passo do Senhor Luis Fernando é o transplante de fígado!

Como diz a arte acima, basta clicar no link, agendar a data e horário para efetivar a doação: https://doesangue.santacasa.org.br

Doa sangue, doe vida!

Fonte! Estas mensagens nos foram remetidas por um ouvinte da Rádio Acácia Web e do Programa Gritos do Quero Quero lá dos pagos de Novo Hamburgo, Sr. Evandro Hoerle!

2 - Orientações para doar sangue! 

Como fica a doação de sangue com o COVID-19 (Coronavírus)?

O Ministério da Saúde divulgou a Nota Técnica nº 4 atualizando os critérios técnicos para triagem clínica. Confira:

1 - Doença sintomática ou suspeita de Covid-19, mesmo em casos leves ou moderados: inaptidão por 10 dias após a completa recuperação.

2 - Teste positivo e sem sintomas: inaptidão por 10 dias a contar da coleta do exame.

3 - Pessoas com contato próximo a um caso confirmado de covid-19 nos últimos 10 dias: sem condições de doar por período de 7 dias após o último contato com o caso confirmado.

4 - Candidatos à doação que ficaram em isolamento voluntário ou indicado por equipe médica devido a sintomas: inaptas pelo período que durar o isolamento.

Doação de Sangue

O sangue é um composto de células responsável por levar oxigênio a cada parte do nosso corpo, defender nosso organismo contra infecções e participar na coagulação. Ele é vital e, quando uma pessoa precisa de uma transfusão de sangue, ela precisa de um doador. A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador porque a recuperação é imediatamente após a doação.

Horário para doação de sangue

De segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 7h30 às 17h30
Sábado, das 7h30 às 12h

Faça seu agendamento acessando https://doesangue.santacasa.org.br/.

Limite de atendimentos:

Segunda a sexta: 80 pessoas
Sábados: 60 pessoas
Se alcançar o limite de atendimentos, o horário de encerramento poderá ser antecipado.

Importante:
- Pessoas que fizeram vacinas nos últimos 30 dias devem entrar em contato pelo telefone 3214-8025 para mais informações sobre doação de sangue.
- Por motivo de segurança, não é permitida a doação de sangue de pessoas que estejam acompanhadas de menores de 12 anos.

Condições básicas para doar sangue:

• Apresentar documento com foto, válido em todo território nacional
• Ter entre 16 e 69 anos de idade (de 16 a 18 anos de idade, devem estar acompanhados por responsáveis legítimos)
• Ter peso acima de 50 kg

Confira aqui a Portaria do Ministério da Saúde sobre a doação de sangue.

 - Doadores com deficiência  auditiva necessitam sempre estar acompanhado por um interprete de libras.

 Quem não pode doar?

• Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade
• Mulheres grávidas ou amamentando
• Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas
• Usuários de drogas
• Quem teve relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual nos últimos 12 meses
• Quem fez tatuagem ou procedimentos estéticos (como maquiagem definitiva ou micropigmentação de sobrancelhas) há menos de um ano

Recomendações para o dia da doação

• Estar alimentado, com intervalo mínimo de 2 horas entre a refeição e a doação (doadores que vierem pela manhã podem tomar café da manhã e com relação ao almoço - refeição aguardar 2h).
• Dormir no mínimo 6 horas na noite anterior à doação
• Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação
• Evitar fumar por pelo menos uma hora após a doação
• Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes à doação
• Pessoas que exercem profissões que exijam pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, subir em andaimes e praticar pára-quedismo ou mergulho devem interromper as atividades por 12 horas.

O que acontece depois da doação?

O doador recebe um lanche e instruções referentes ao seu bem-estar, sendo necessário esperar por 30 minutos para dirigir veículos após a doação.

O que acontece com o sangue doado?

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas e plasma) e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Os componentes são distribuídos para os pacientes da Santa Casa.

ATENÇÃO!

Se você tiver algum sintoma descrito abaixo até 15 dias após a doação, comunique imediatamente o Banco de Sangue:

Principais sintomas:

  • Febre
  • Tosse seca
  • Cansaço
  • Dores e desconfortos nas articulações
  • Dor de garganta
  • Diarreia
  • Conjuntivite
  • Dor de cabeça
  • Perda de paladar ou olfato
  • Erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés
  • Dificuldade de respirar ou falta de ar
  • Dor ou pressão no peito
  • Perda de fala ou movimento

Outros sintomas
Dor abdominal, ulceração mucosa oral e fotofobia.

Fonte! Buscamos esta informações no sítio oficial da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre: https://santacasa.org.br/pagina/doacao-de-sangue

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Registros do documentário Antes que a Casa Caia!

O dia 13 de junho ainda está marcado na retina de muita gente, de muitos ceupanos de outrora e atuais. Primeiro, o lançamento oficial do documentário Antes que a Casa Caia estava programado para acontecer às 19h na Cinemateca Capitólio, no Centro Histórico da capital.

Mas por problemas externos (falta de energia na região), o evento não aconteceu ali e o evento foi transferido para o Bar do Marinho, na Rua Sarmento Leite no Bairro Cidade Baixa. A segunda etapa da noitada já estava programada para acontecer ali: a confraternização dos atuais moradores da CEUPA (Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre) e dos ex moradores.

Após a instalação dos equipamentos, aconteceu o lançamento do documentário dirigido por Luiz Henrique da Silveira, com a participação de ex e atuais moradores das três casas de estudantes da instituição. 

Vi muitas lágrimas serem derramadas pois foi um resgate em vídeo, mostrando a atual situação das casas, que precisam de reparos urgentes e foi uma verdadeira viagem ao passado, com os depoimentos de pessoas que ali moraram, estudaram e formaram o seu caráter nos anos 1970 / 1980 / 1990 / 2000... em diante.

Abaixo postamos alguns registros fotográficos que fizemos no evento.

Aqui o vivente poderá ver um pouco da história desta instituição de moradia estudantil (que fala do lançamento do documentário) que dá guarida a muitos estudantes do interior, de outros Estados e de outros Países, que vem em busca de conhecimento e moradia acessível: Programa Gritos do Quero-Quero: Documentário “Antes que a casa caia” será lançado dia 13 no Capitólio (programagritosdoqueroquero.blogspot.com)

Também vamos colocar aqui o sítio oficial da instituição, que conta com detalhes a história da instituição, que tem mais de 70 anos de fundação: CEUPA – Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre.

Um quebra costelas do Valdemar Engroff (Vavá) e da Marilene Centenaro Engroff....

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Documentário “Antes que a casa caia” será lançado dia 13 no Capitólio

No dia 13 de junho, às 19h, na Cinemateca Capitólio, vai ser lançado o vídeo documentário “Antes que a casa caia”, do jornalista Luis Henrique Silveira.

A ideia de fazer o documentário surgiu em um grupo de whatsapp, de ex-moradores da Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre (Ceupa). Luis começou a fazer curso de audiovisual e teve a ideia de produzi-lo. A concepção começou em outubro, com a escrita do projeto e as gravações em novembro de 2021.

Luis conta que ficou muito surpreso com os depoimentos, com o sentimento e amor que as pessoas têm pela Casa. Ele sempre quis fazer um doc sobre a relação democrática interna da Ceupa. “Teve muito mais do que eu imaginava. De como foi importante a Casa para todos. Também chamou a atenção do tempo longo que as pessoas passaram longe da instituição”, diz ele. 

Sobre a importância de ter morado na Ceupa, Luis diz que a Casa mudou a sua vida completamente. O jornalista morou na Ceupa de 1985 a 1988. “Eu era uma pessoa negra que morava em uma vila de Porto Alegre. Não tinha uma visão e dimensão maior sobre as coisas. Não tinha ideia da existência da burguesia, não sabia como era uma universidade”, revela.

Sua mãe era faxineira e seu pai motorista de ônibus. Nunca tinha passado pela sua cabeça entrar na universidade. Mas por influência de sua irmã começou a ler todos os livros que tinha em casa e se motivou a aprender mais. 

Começou a fazer assessoria de imprensa para a Ceupa. Foi na Zero Hora, conseguiu colocar nota no Correio do Povo também. Fazia serigrafia, cartazes, jornal mural, com contos e poesias, entre outras coisas. Sugeriu fazer um jornal impresso, distribuído para as pessoas da Casa. Nessa época ainda estudava farmácia. Datilografavam as matérias e notinhas. Montavam o jornal. Luis conta que chegou a ficar dois dias e duas noites montando o jornal, chamado Saconzinho.
Foram na Assembleia Legislativa fazer cópias do jornal. Fizeram 300 exemplares e distribuíram fora da Casa. 

“Era uma época de ebulição de várias efervescências sociais, de reforma agrária, constituinte, plano cruzado, essas questões todas eram abordadas no Saconzinho”, explica Luis. 

Ele, como vários outros moradores, casou-se com uma ceupana. Começaram a namorar na Casa 1. Foi o primeiro amor da sua vida e à primeira vista, da sua parte.

Diferenças e semelhanças

Algumas diferenças que percebeu entre o tempo que morou e agora, durante as gravações e os relatos dos ex-moradores. Hoje tem garagem para as bicicletas. Outra diferença é a decadência da Casa 1, que era bem mais conservada. O mural continua nas três casas. O nome da instituição mudou, Luis acha um avanço nesse sentido. Antes chamava-se Centro Evangélico Universitário de Porto Alegre.

A organização continua mais ou menos a mesma. Não mudou muita coisa. O salão social virou cômodo, pensa que deveria continuar.

A Casa se fechou, era extremamente aberta, porque a conjuntura era diferente. Os portões eram baixos, a Casa era quase aberta. Não tinha roubos e assaltos. Não existiam trancas nos armários, banheiros, quartos...

Conforme a ex-moradora Necki, a Ceupa é uma escola de vida integral, de tolerância, de limites, aprendizado, solidariedade, compartilhamento de espaços coletivos, generosidade, mudanças, transformações, oportunidade, vivência e prática para além da faculdade.

Maurilia diz que a Ceupa funciona bem melhor que muitas organizações políticas. Nunca viu uma sociedade tão organizada como a Casa. “Aqui não existia o desigual”, conta. 

Sergio destaca a resolução dos problemas cotidianos na prática, mais do que aprendeu no curso de sociologia.

Para os interessados, há diversas formas de contribuir com a entidade. Tem o programa Tampinha Legal, onde arrecadam tampinhas de garrafas e entregam na Instituição; também podem contribuir via Pix para 92.979.293/0001-19.

Chasque (matéria) de Juliana Leal - Jornalista

....................................

A Ceupa foi minha segunda casa de moradia estudantil. Tive minha primeira experiência na CEUL - Casa do Estdudante Universitário Leopoldense (São Leopoldo), localizada onde hoje é a Câmara Municipal de Vereadores. A entidade teve que sair, pois o prédio estava em péssimas condições.... Posteriormente a CEUL conseguiu uma nova área e construir uma nova sede perto da UNISINOS. Não cheguei a participar desta mudança.

Me mudei para Porto Alegre onde fui morar num "pensionato" em 1983. Aí, no começo de 1984 surgiu a oportunidade de morar novamente em uma instituição de moradia estudantil. Me inscrevi na CEUPA e fui morador da Casa 3 até meados de 1986. 

Lembrando que a Casa 3 era feminina e a partir de 1984 ela se tornou mista. Eu e mais quatro "guris" fomos ali residir por um período de experiência.... Todos foram morar no então "favelão" (quarto grande que fica no segundo piso)....

Foi na CEUPA que conheci uma ilustre visitante que vinha visitar seus irmãos. Era a Marilene Centenaro. Seus irmãos são o Jaimes (o Casca - na época foi o presidente) e a Nilse (posteriormente foi vice-presidente).

Em seguida deu namoro..... casamos em 28 de janeiro de 1989 e moramos em Alvorada desde este ano... Temos duas filhas - a Bibiane e a Ana Paula e uma neta, a Martina (filha da Bibiane).

A Ceupa foi um grande aprendizado que levamos para a nossa vida. E uma das melhores coisas que aconteceu, com o objetivo de agregar os ceupanos de ontem com os de hoje, foi este grupo de waths e todos estão imbuídos de fazer o que está ao seu alcance para levar adiante este refrão "antes que a casa caia" .... pretendemos reencontrar muitos ceupanos neste dia 13 de junho na Cinemateca Capitólio.... 

Um grande abraço a todos os ceupanos de ontem e de hoje, de todos os pagos, de todas as pátrias e de todas as querências!

Valdemar Engroff - Vavá 

Rádio Acácia Web realiza Campanha do Agasalho

Como é de praxe na Rádio Acácia Web, desde a sua fundação em 1999, mais uma vez a rádio põe pra rua a tradicional Campanha do Agasalho.

Abra o seu coração e o seu guarda-roupas. Doem um agasalho (ou mais), em bom estado, nos pontos de coleta abaixo:

1 - D e D Tabacaria, que fica na Rua Hermínio Machado, 412

2 - M. Graphi - Gráfica Expressa, situada na Av. Zero Hora, 515

São aceitos somente agasalhos, ou seja, roupas para o inverno. A rádio neste momento não está aceitando roupas de verão.

Este evento de cunho social é uma realização da Rádio Acácia Web - uma rádio que toque em você!, com apoio da D e D Tabacaria e da M Graphi - Gráfica Expressa.

A Rádio Acácia Web é uma emissora web da cidade de Alvorada - RS, localizada no bairro Jardim Algarve.

quarta-feira, 30 de março de 2022

CEUPA: Moradia Estudantil - processo seletivo aberto

Créditos: Valdemar Engroff (set/1985)

Está aberto o processo seletivo para moradores do primeiro semestre de 2022.

A CEUPA (Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre), é uma casa auto gerenciada pelos que nela residem, sem o apoio de nenhuma outra instituição, e como tal, todos os seus moradores possuem cargos e atribuições, e contribuem com o rateio mensal para o bom funcionamento da mesma.

Poderão participar deste processo seletivo, estudantes universitários ou vestibulandos de baixa renda, cujos familiares não residam em Porto Alegre.

Para efetuar a inscrição, o candidato deverá entregar os documentos solicitados no presente edital. A entrega dos documentos deve ser feita até ao dia 15 de abril de 2022, às 22 horas.

Caso haja a impossibilidade da entrega presencial dos referidos documentos no período estipulado, os mesmos poderão ser enviados em formato PDF para o e-mail: cpai.ceupa@gmail.com discriminando-se o teor de cada arquivo enviado, contanto que o candidato se comprometa a entregar a documentação impressa a um membro da CPAI (Comissão Permanente de Assuntos Internos) na primeira oportunidade.

A partir do dia 21 de abril de 2022, a CPAI entrará em contato via e-mail ou WhatsApp para informar o horário da realização da entrevista por meio de videoconferência. As entrevistas por videoconferência acontecerão no dia 25 de abril de 2022. 

Edital de seleção 2022 – demais documentos

Para conhecer um pouco mais esta instituição, abra as porteiras clicando em: https://ceupa.com.br/historia/

Nós - eu e a minha prenda (esposa) Marilene Centenaro Engroff, conhecemos a instituição. Tive a honra de ser morador quando estava fazendo faculdade. Morei na Casa 3 entre 1984 a 1986.

E foi nesta instituição que conheci a Marilene. Ela vinha visitar seus irmãos Jaimes e Nilse Centenaro. A nossa vida amorosa começou ali na Cidade Baixa... e continua pois formamos família, onde temos duas filhas (Bibiane e Ana Paula) e uma neta (Martina).

O endereço das três casas da CEUPA, que no meu tempo era denominada de Centro Evangélico Universitário de Porto Alegre:

1 - Casa 1 - Rua Sarmento Leite, 1053

2 - Casa 2 - Rua José do Patrocínio, 648

3 - Casa 3 - Rua Luiz Afonso, 347

Mídias sociais da instituição:

1 -  No potreiro do Facebook: https://www.facebook.com/ceupaportoalegre/

2 - E do Instagram: https://www.instagram.com/ceupa.oficial/ 

Fonte do chasque (texto inicial) buscamos no galpão virtual (sitio) da instituição:https://ceupa.com.br  

Valdemar Engroff (Vavá)

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

IBGE: últimos dias de inscrição para processo seletivo com 11 mil vagas no RS

Encerram-se nesta sexta-feira (21) as inscrições para o processo seletivo do IBGE que vai contratar mais de 11 mil pessoas em todo o Rio Grande do Sul. As vagas para o cargo de recenseador são temporárias e têm duração prevista de três meses. As inscrições devem ser feitas no site da FGV, organizadora do processo seletivo e a taxa de inscrição é de R$ 57,50, podendo ser paga até 16 de fevereiro. O requisito para o trabalho é ensino fundamental completo.

Os recenseadores são os profissionais que visitarão todos os domicílios do país, entrevistando seus moradores. Eles serão remunerados por produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor, o tipo de questionário preenchido, entre outros fatores. O IBGE disponibiliza um simulador para que os interessados possam estimar quanto irão receber. Não há horário fixo para este cargo, podendo ser utilizado como complementação de renda, conciliando com outra atividade. Recomenda-se pelo menos 25 horas semanais dedicadas ao trabalho de recenseador.

Os candidatos serão selecionados por uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Matemática, 5 questões sobre Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos. A prova será aplicada no dia 10 de abril, na parte da manhã. O candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá obter isenção de pagamento da taxa de inscrição.

O baixo número de inscritos preocupa o IBGE, especialmente nas grandes cidades. “Se considerarmos apenas as grandes concentrações urbanas, com mais de 750 mil habitantes, o Rio Grande do Sul é o Estado que tem a situação mais difícil no país, com quantidade de inscritos que ainda é menor do que o número de vagas disponíveis”, relata o coordenador operacional do Censo no RS, Luís Eduardo Puchalski. A preocupação é maior na Região Metropolitana e em toda a Metade Norte do Estado, enquanto que a Metade Sul tem tido boa procura pela oportunidade de trabalho.

Protocolos sanitários contra a Covid-19 no dia da prova

Todas as etapas do Censo 2022, incluindo as provas, treinamentos e a coleta dos dados, seguirão protocolos sanitários de prevenção à Covid-19. Será exigido o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova. A organização irá disponibilizar álcool em gel em todos os locais de prova. O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo.

Censo 2022 vai visitar todos os municípios brasileiros

Em 2022, todos os cerca de 213 milhões de habitantes, em aproximadamente 71 milhões de endereços, serão visitados pelos recenseadores nos 5.570 municípios do país. A pesquisa revelará entre outras informações, as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo. Realizado a cada dez anos, o Censo Demográfico é a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população em todos os municípios do país.

O trabalho de recenseador pode ser conciliado com outras atividades, pois para os que irão atuar como recenseadores no Censo 2022, exige-se um mínimo de apenas 25 horas semanais. 

O horário de trabalho dos recenseadores é “livre” podendo se estender para horários vespertinos e aos finais de semana! 

O rendimento é por produção! Um simulador de remuneração está disponível no link:  https://censo2022.ibge.gov.br/trabalhe-no-censo/estimativa-de-remuneracao.html

O requisito para o trabalho é ensino fundamental completo.

As inscrições devem ser feitas no site da FGV (https://conhecimento.fgv.br/concursos/ibgepss21), organizadora do processo seletivo. 

O valor da inscrição é de R$57,50 e o pagamento poderá ser feito até o dia 16 de fevereiro.

O candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá obter isenção de pagamento da taxa de inscrição.

As provas serão realizadas no dia 10 de abril. 

Fonte! Chasque (post) publicado no Jornal Boa Vista no dia 18 de janeiro de 2022. Abra as porteiras clicando em: https://jornalboavista.com.br/ibge-ultimos-dias-de-inscricao-para-processo-seletivo-com-11-mil-vagas-no-rs/