sábado, 27 de outubro de 2012

QUE HOMENS SÃO ESTES

De todos os homens ilustres que o Rio Grande pariu, sem dúvidas um dos maiores foi o Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, inteligência parda da nação, visionário, natural de Jaguarão, que por talento e trabalho herdou a empresa de um rico mercador escocês que viveu no Rio de Janeiro e vendo seu potencial também o iniciou na maçonaria.

Descendente de pequeno proprietário rural, o menino Irineu Evangelista experimentou a vida rude da campanha na Zona Sul, lá mesmo ficou órfão aos cinco anos e aos oito, foi adotado por um tio, com quem morou em São Paulo, onde estudou, cresceu e virou moço promissor, de lá ganhou a corte e o mundo, fazendo um Brasil empreendedor. Apoiou a Revolução Farroupilha no Rio de Janeiro, asilando patrícios gaúchos fugitivos das prisões imperiais. Belo gesto!

Como a história humana tem mostrado em todos os tempos, basta o sujeito ser dos bons, não ser bajulador de quem quer que seja e ser autônomo, graciosamente ganhará a inveja dos impuros, sobreviventes da sombra do poder por covardias, patrocinadores das inverdades, instigadores dos tiranos. Assim tornou-se Irineu, desafeto do imperador.
Apesar de ter enfrentados tudo isso, o menino gaúcho da Vila Conceição de Arroio Grande, distrito de Jaguarão, era o aval do império brasileiro para os ingleses, que lhe davam mais importância do que ao imperador, dai vinha à maldade dos invejosos da corte.
Ele morreu no dia 21 de outubro, em 1889, mas a vida continuou plasmando no Brasil gente de espírito inverso ao do seu, homens que colhem sem plantar, que se apropriam das coisas, pois não são originários de nada e passam o tempo mal dizendo dos que criam, dos que dispõe do poder e de poder, naturalmente.

Assim homenageamos nosso herói Mauá, estendendo a mensagem aos seres investidos de poder natural do passado, do presente e que nos leem, pois a sua retidão, a sua moral, ofende sem querer os homens obtusos, sem caráter, sentinelas do mal, cavaleiros das sombras, que retardam o trabalho do bem, mas nunca evitarão o seu progresso.

Para pensar: Quem poupa os maus, prejudica os bons!
 
ATENÇÃO: Adquira nossa AGENDA GAÚCHA 2012 / peça também o CD – DOROTÉO FAGUNDES – 25 ANOS DE GAUCHISMO – Vol. 1, a venda na CAMPESINA – Feira Permanente de Produtos Regionais Gaúchos / fone 51-3212.2731 – ou por e-mail tarca@tarca.com.br. Até a próxima edição; domingo prosearemos, das 6 às 9 horas da manhã, no Programa Galpão do Nativismo da RÁDIO GAÚCHA – AM; e no Programa Gauchesco & Brasileiro em mais 60 emissoras de rádio na Região Sul do Brasil. Apoio: PLANALTO – Transportando Cultura.

Obs. Esta matéria também está na internet nas páginas:

http://www.tarca.com.br/ 
http://www.buenas.com.br/;  
http://www.cybergalpao.com.br/
http://www.chasquepampeano.com.br/   
http://www.jornalabcreporter.com.br/   
www.ctgraizesdosul.com.br/chasquito

http://www.ocariucho.com.br/;

http://www.sitiodogauchotaura.blogspot.com/ 

CONTATE conosco > fones (51) 3499-2439(51) 3499.-2473. Endereço: Rua Dona Martha, 424 CEP: 92.990-000 / Eldorado do Sul / RS - BR / E-mail > tarca@tarca.com.br;  http://www.tarca.com.br/.

 Fonte! Coluna Regionalismo por Dorotéo Fagundes de Abreu, do dia 24 de outubro de 2012.

.........................................

Bueno! Este chasque será utilizado no programa do dia 27 de outubro, no momento da cultura regional.